sexta-feira, 26 de maio de 2017

DIANA ADAMEK





Diana Adamek

Vasco da Gama Navega

Tradução de Tanty Ungureanu

Capa de Espiga Pinto


quinta-feira, 25 de maio de 2017

Pensamento




"Quem tem paciência, obterá o que deseja."

Benjamin Franklin

quarta-feira, 24 de maio de 2017

terça-feira, 23 de maio de 2017

segunda-feira, 22 de maio de 2017

sexta-feira, 19 de maio de 2017

FERNÃO DE MAGALHÃES GONÇALVES e MIGUEL TORGA





MIGUEL TORGA
e
FERNÃO DE MAGALHÃES GONÇALVES,

em

Chaves



quarta-feira, 17 de maio de 2017

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Amar Pelos Dois




 Salvador Sobral

Amar Pelos Dois 


Se um dia alguém, perguntar por mim 
Diz que vivi para te amar 
Antes de ti, só existi 
Cansado e sem nada para dar 


Meu bem, ouve como minhas preces 
Peço que regresses, que me voltes a querer 
Eu sei, que não sei sozinho 
Talvez devagarinho, possas voltar a aprender 


Se o teu coração não quiser ceder 
Não sentir paixão, não quiser sofrer 
Sem fazer planos do que virá depois
O meu coração, pode amar pelos dois.


SALVADOR SOBRAL



"AMAR PELOS DOIS"

Salvador cantou, encantou e deixou-nos
completamente rendidos. . .
O amor vence sempre. . .


sábado, 13 de maio de 2017

Hoje, dia 13 de Maio





 3 horas)
para
images agora
HOJE, dia 13 de Maio, completam-se 100 anos da aparição de Nossa Senhora aos pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco, em Fátima,
QUE HOJE SERÃO CANONIZADOS PELO PAPA FRANCISCO.


A Mensagem de Fátima e a penitência
Por que é que a Virgem Maria, na Mensagem de Fátima, insiste tanto em falar de penitência e de mudança de vida,  aos seus filhos.
A última parte da “Mensagem de Fátima”, chamada de “Terceiro Segredo”, mostra a visão de um Anjo, que diz: “Penitência, penitência, penitência!” E, com a espada da ira divina, do castigo divino, este Anjo volta-se para a Terra. Mas, Nossa Senhora, com o seu resplendor, impede que o castigo chegue a nós.

Por que é que Nossa Senhora veio pedir a penitência e a conversão?
Penitência quer dizer mudança de atitude, mudança do nosso coração. “Se vos converterdes…”Esta é a condição colocada por Nossa Senhora: “Se mudarem de vida, se fizerem penitência, não acontecerá o castigo, não virá o castigo”. Esta promessa é condicional.
Foi há um século que Nossa Senhora apareceu em Fátima e toda a gente fica preocupada em saber qual é o “segredo” que ela contou, que previsão ela fez a respeito do mundo e que castigos cairão sobre nós. No entanto, o que nos interessa saber que castigos cairão sobre nós, se a Mensagem dele não é para trazer castigos, mas para trazer mudança de vida e penitência? O castigo é condicional. Ela não veio para prever o futuro, como uma cartomante. Ela não veio ao mundo como alguém que, olhando para uma bola de cristal, diz o que acontecerá inexorável e irremediavelmente, sem conserto, com a humanidade.
A Virgem Maria veio para dizer aos seus filhos: “Se tomares desse veneno, tu morrerás”. E o que faz a humanidade? Em vez de se afastar do veneno, fazer penitência e mudar de vida, a humanidade procura todo o tipo de prazeres.
O que somos nós? Surdos? Será que a maldade nos cegou o coração definitivamente? Nossa Senhora não veio prever o futuro. Ela veio dizer que os seus filhos se esqueceram dela e que não fazem penitência.
Em Fátima, Nossa Senhora apareceu durante uma guerra: a primeira grande Guerra Mundial. Na verdade, a guerra é única. A Segunda Guerra Mundial é um desdobramento da primeira. A própria Virgem Maria diz isto nas aparições: Se não fizerem penitência, virá uma segunda guerra, ainda pior. E ela diz que esta guerra acontecia por causa da maldade dos corações, da falta de conversão, da falta de penitência. Nossa Senhora disse claramente que as guerras que aconteceram durante o século XX, que findou e que boa parte de nós vivemos, são consequência dos nossos pecados.
Façamos penitência, penitência, penitência! A Devoção Reparadora dos Primeiros Sábados, com a Comunhão, a Confissão, o Terço e os 15 minutos de meditação dos mistérios de Cristo têm essa finalidade: fazermos penitência e mudarmos de vida.

Os pecados que mais levam para o inferno
Mas porquê fazermos penitência? Qual é o pecado de que nós mais precisamos de nos arrepender? Existem vários, porém salientamos um, que Nossa Senhora, na sua bondade de Mãe, disse claramente à Jacinta, que será canonizada hoje: “A maior parte das pessoas que se condena ao inferno, são condenadas pelos pecados de impureza”.

Vivamos o AMOR em toda a sua plenitude!

Peçamos a Deus que nos dê a pureza da Virgem Maria, nos dê a pureza da Jacinta e do Francisco, santos, desde hoje.
E que, se não podemos agradar a Deus na inocência, possamos fazê-lo na penitência.




sexta-feira, 12 de maio de 2017

O PAPA em PORTUGAL



O PAPA em PORTUGAL


Hoje, dia 12 de Maio, o Bispo de Roma chegou a Portugal.
Um verdadeiro mar de pessoas para o receber. Foi, sem dúvida,
uma enorme prova de humanismo, simplicidade, cumplicidade,
- um divulgador da Fé.
Rezou. . .
Rezar é um acto identificador das Tradições Espirituais, uma
abertura de Luz, uma fascinante e imperativa forma de comunicar com Nossa Senhora, a nossa Mãe Divina.
O Ser Humano, desde que tomou consciência de si, e em todas as culturas, voltou-se para o Céu para rezar, para agradecer, para pedir ou maravilhar-se com o firmamento cravejado de estrelas, com a Lua e com o Sol.
Rezar é accionar a força infinita e mais poderosa do mundo, encontrar o segredo da felicidade, é a busca do profundo e o reconhecimento do verdadeiro e transcendente, é o método de pensamento que nos liga ao Divino.

Manuela Morais


quinta-feira, 11 de maio de 2017

quarta-feira, 10 de maio de 2017

terça-feira, 9 de maio de 2017

segunda-feira, 8 de maio de 2017

terça-feira, 2 de maio de 2017

segunda-feira, 1 de maio de 2017

AS MAIAS






AS MAIAS

É uma antiga festividade celta
que celebra o início do Verão.

"O meu maio moço
ele lá vem
vestido de verde
que parece bem."

Popular


sábado, 29 de abril de 2017

Depois do AMOR






AS ESTRELAS


Os Deuses
desceram das estrelas
para me despertar.

Incrivelmente 
gravaram no vento
força poderosa,
mais veloz que o pensamento,
anunciando
Primavera.

A estrela de cinco pontas
pendurada
sobre a mesa
começou a brilhar.
A água saciou-me,
o pão cozido
com sabor e aroma
trouxe-me de volta
a feliz meninice,
abençoada,
dourada.

Renovação?


Manuela Morais
Livro- Depois do AMOR


sexta-feira, 28 de abril de 2017

quarta-feira, 26 de abril de 2017

terça-feira, 25 de abril de 2017

FERNÃO DE MAGALHÃES GONÇALVES




A TURISTA DE ABRIL

Era ela.

ia em camisa descalça
e ninguém mais a sentiu.
não olhava
nem levava nada
era ela
partiu de madrugada.

andou por aí estes dias
cabisbaixa e calada.
trazia
pão num saco
e pedia
cenouras e laranjas no mercado.
como tinha um buraco no vestido e
não se penteava diziam
que era turista
ou artista do Reino Unido
não sabiam.

tinha na boca o lume inumerável de uma papoula
da Turquia ou da Tailândia
e nos dentes toda a neve da Sibéria ou da Finlândia.
ao pisar era crioula
e no bronze dos ombros
menina
latina
ou africana.
flor de tremoço da Califórnia seus olhos de Hera
e a cigana
de Granada
ali à espera
ao ler-lhe a sina
não leu nada.

andava meio nua
deu aos ombros ao polícia
que nem lhe arrancou o nome.
- "deitas as cascas na rua
vai à merda"
disse o guarda
"mata a fome
mas não sujes a cidade
a multa são dois mil paus
que puta de liberdade".

era ela.

dormia nos 
degraus das primeiras escadas que
alguém lhe consentia.

era ela.

- "já foi à fava"
disse o guarda que a via
da janela
para os botões da farda.


Poema de FERNÃO DE MAGALHÃES GONÇALVES
Livro - MEMÓRIA IMPERFEITA


João Barroso da Fonte

11:18 (há 6 horas)
para mim
Drª Manuela Morais: agradeço-lhe muito que me tenha enviado este poema do Saudoso e eloquente Poeta Transmontano que foi Fernão de Magalhães Gonçalves. Já o tinha lido, embora eu tenha grandes mágoas quanto a essa data. Ainda hoje acabo de ouvir uma tal Apolónia na AR a proferir um chorrilho de insultos à minha geração e da geração do grande Fernão de Magalhães Gonçalves. Este poema é bâlsamo cirúrgico para neutralizar essas vozes dissonantes. Espero que hoje seja mais um passo seu para o grande momento da sua felicidade. Um grato abraço do B. da Fonte


Jorge Lage

12:20 (há 5 horas)
para mim

Olá Manuela!
Muito bonita e ao mesmo tempo fez-me recordar um grande dos nossos.

Foi convidada para participar numa antologia de autores trasmontanos ou oriundos de Trás-os-Montes?
Se não foi, diga-me para eu dar o seu contacto a quem está a coordenar a publicação.
Abraço amigo, desde Edmonton - Canadá,


Jorge Lage

Júlia Reis Serra

17:10 (Há 18 minutos)
para mim
Olá, amiga!
Lindo poema e adaptado à realidade. Afinal, a escrita não deixa morrer o poeta.
Felizes os que contemplam à distância estes artistas imortais!
Um beijinho.



Valentina Barbosa

17:18 (Há 12 minutos)
para mim
muito  bonito. ..como todos dele.beijinhos Manela

Rubén Brenes

17:49 (Há 21 minutos)
para mim
Muchísimas gracias. Se lo haré llegar a Dolores y Antonio.

Saludos cordiales,
Rubén Brenes
[E-Learning·Innovación Educativa]


Jorge Golias

18:11 (Há 2 minutos)
para mim
Um belo poema para celebrar este belo dia!
Grato pela partilha.
JG


Manuel Alves

19:33 (Há 25 minutos)
para mim
Manuela
             obrigado pela oportuna lembrança. Poema forte, incisivo, cáustico, bem ao gosto do Fernão.
             Bj da Fátima e meu.


Nuno Figueiredo

20:07 (Há 43 minutos)
para mim
Obrigado, querida amiga!
Tenha um bom dia da liberdade!

beijinhos nossos,
jú e nuno

Emerenciano Rodrigues

22:58 (Há 16 minutos)
para mim
Viva, Manuela

Agradou-me o poema do Fernão. Entretanto, porque não respondi ainda, temos sim, o livro Cântico ao AMOR, e com dedicatória da autora. Foi a própria que nos ofereceu em 2015.


Um abraço